sábado, 11 de dezembro de 2010

50 maneiras de dizer Eu Te Amo

1. English - I love you
2. Afrikaans - Ek het jou lief
3. Albanian - Te dua
4. Arabic - Ana behibak (to male)
5. Arabic - Ana behibek (to female)
6. Armenian - Yes kez sirumen
7. Bambara - M’bi fe
8. Bangla - Aamee tuma ke bhalo aashi
9. Belarusian - Ya tabe kahayu
10. Bisaya - Nahigugma ako kanimo
11. Bulgarian - Obicham te
12. Cambodian - Soro lahn nhee ah
13. Cantonese Chinese - Ngo oiy ney a
14. Catalan - T’estimo
15. Cheyenne - Ne mohotatse
16. Chichewa - Ndimakukonda
17. Corsican - Ti tengu caru (to male)

18. Creol - Mi aime jou
19. Croatian - Volim te
20. Czech - Miluji te
21. Danish - Jeg Elsker Dig
22. Dutch - Ik hou van jou
23. Esperanto - Mi amas vin
24. Estonian - Ma armastan sind
25. Ethiopian - Afgreki’
26. Faroese - Eg elski teg
27. Farsi - Doset daram
28. Filipino - Mahal kita
29. Finnish - Mina rakastan sinua
30. French - Je t’aime, Je t’adore
31. Gaelic - Ta gra agam ort
32. Georgian - Mikvarhar
33. German - Ich liebe dich
34. Greek - S’agapo
35. Gujarati - Hoo thunay prem karoo choo
36. Hiligaynon - Palangga ko ikaw
37. Hawaiian - Aloha wau ia oi
38. Hebrew - Ani ohev otah (to female)

39. Hebrew - Ani ohev et otha (to male)

40. Hiligaynon - Guina higugma ko ikaw
41. Hindi - Hum Tumhe Pyar Karte hae
42. Hmong - Kuv hlub koj
43. Hopi - Nu’ umi unangwa’ta
44. Hungarian - Szeretlek
45. Icelandic - Eg elska tig
46. Ilonggo - Palangga ko ikaw
47. Indonesian - Saya cinta padamu
48. Inuit - Negligevapse
49. Irish - Taim i’ ngra leat
50. Italian - Ti amo

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Dalai Lama

Dalai lama é um título de uma linhagem dado a um líder do budismo, o atual Dalai Lama, o 14º chama-se Tenzin Gyatsu, nasceu em 1935 e desde 1950 está no reinado, atualmente em exílio. Dalai significa Oceano em mongol e Lama é a palavra tibetana para mestre.

=)

Paty

sábado, 27 de novembro de 2010

Afinal, o que querem as mulheres?


Está passando uma série chamada "AFINAL, O QUE QUEREM AS MULHERES?"

André Newman, o personagem principal é um psicólogo que está terminando sua tese de doutorado cujo tema é este, então ele vai fazer sua pesquisa de campo com as MULHERES pra ver se consegue resposta a esta tãão difícil pergunta lançada por Freud.

Não posso responder por todas as mulheres do mundo, mas posso dizer o que "eu" quero.

Quero ser compreendida e tratada com respeito, não apenas por ser mulher, mas por ser um ser humano que tenta. Tenta mudar, tenta acertar, tenta crescer, tenta ser uma pessoa melhor, tenta amar da forma mais pura que exista. Quem sabe não é isso que todas as mulheres do mundo querem na sua essência, quando dizem querer coisas materiais?

Quando a gente pede pra ter um homem do nosso lado que nos leve para jantar num bom restaurante, a mensagem sublimar desse pedido é: me trate bem, me valorize, me faça me sentir amada.

Quando a gente quer um anel de brilhantes, no fundo a gente quer aquele olhar profundo que existe no momento em que o amado coloca o tal anel no nosso dedo, no qual sintamos a sinceridade do amor que o outro diz que sente.

Quando queremos ganhar uma flor com um bom dia especial no pé do ouvido, na verdade a gente quer é ter certeza de que ele (o ser especial que escolhemos para dormir) está realmente feliz em acordar conosco.

E quanto ao "ser rico" essa riqueza financeira é importante sim pra trazer paz p relacionamento, ou vai dizer que o amor limpo e seco basta? o desequilibrio financeiro desequilibra qualquer amor. Não há sentimento que resista a contas a pagar e a dias, semanas e anos sem "mimos". Mas lembre-se tô dizendo que é importante, porém não é essencial...enfim, tudo tem um porquê, tudo tem um sentido, nem sempre conseguimos ser completamente sinceras, parece que faz mal se abrir, dizer o que realmente queremos, ou o que somos. São os tais joguinhos do amor...de todo relacionamento, na verdade.

A indiferença do homem a pequenos gestos é que faz com que as mulheres estejam cada vez mais querendo ser menos românticas. Quando a gente tenta trazer romantismo pro relacionamento e não vemos reciprocidade nos sentimos idiotas, bobas. E aí algumas (não eu) preferem fazer o tipo "não tô nem aí pra jantar à luz de velas", quando na verdade o que elas querem é ser lembradas numa data especial de forma espontânea, ser convidadas formalmente por gentileza e por amor.

O importante não são os bens materiais, mas sim o sentimentos que esses bens materiais nos proporcionam.

Agora eu pergunto:
AFINAL O QUE QUEREM OS HOMENS?

Beijo

Paty

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

tirinha


*tô tentando..tô tentando...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Sintaxe à vontade


Sintaxe À Vontade

Composição: Fernando Anitelli

Sem horas e sem dores
Respeitável público pagão
a partir de sempre
toda cura pertence a nós
toda resposta e dúvida
todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser
todo verbo é livre para ser direto e indireto
nenhum predicado será prejudicado
nem tampouco a vírgula, nem a crase nem a frase e ponto final!
afinal, a má gramática da vida nos põe entre pausas, entre vírgulas
e estar entre vírgulas pode ser aposto
e eu aposto o oposto que vou cativar a todos
sendo apenas um sujeito simples
um sujeito e sua oração
sua pressa e sua verdade,sua fé
que a regência da paz sirva a todos nós... cegos ou não
que enxerguemos o fato
de termos acessórios para nossa oração
separados ou adjuntos, nominais ou não
façamos parte do contexto da crônica
e de todas as capas de edição especial
sejamos também o anúncio da contra-capa
mas ser a capa e ser contra-capa
é a beleza da contradição
é negar a si mesmo
e negar a si mesmo
pode ser também encontrar-se com Deus
com o teu Deus
Sem horas e sem dores
Que nesse encontro que acontece agora
cada um possa se encontrar no outro
até porque...

tem horas que a gente se pergunta... por que é que não se junta tudo numa coisa só?

Paty o.o

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Românticos



Românticos

Vander Lee

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro
É o paraíso...

Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo...

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão...

Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Como eu!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Subiu no telhado?


Tô namorando há apenas 1 mês e meio e já tô mal, nam...Como diz o outro:"Tá tudo bem e nada é bom". Infelizmente meu medo de namorar geminiano de novo tá voltando. Tentei esquecer aquele lá que me fez sofrer por longos 2 anos e pensar no hoje, que esse não é aquele, que são pessoas diferentes. Mas se é assim porque parece que a situação tá se repetindo? e se tá assim, eu piro desde já, imagina passar por tudo aquilo de novo. A montanha russa dos que nascem no mês de junho é muito perigosa para os que, como eu, primam a estabilidade. Sou pé no chão, gosto e quero ser linear, quero ter alguém que eu saiba que tá comigo mesmo estando no Japão. Imagina estando na mesma cidade apenas em bairros diferentes. Sinto-me só até quando falo com ele no cel phone. Nossos cumprimentos calorosos onde estão? despedidas frias os substituíram. É uma pena! Por isso que eu prefiro o devagar e sempre ao "eu te adoro" fast do 2º encontro. E se eu não digo que sinto o mesmo logo, é por pura precaução. Quero ter certeza do que sinto, do tanto que sinto, do que ele sente e principalmente se amanhã vai ser igual. Será que é pedir demais? Posso estar tendo uma ótimo oportunidade de exercitar a paciência, porém preferiria estar percebendo que nosso romance ainda existe com a mesma força de antes e que está sendo cultivado com coisas que parecem simples, mas que são essenciais para que o relacionamento não morra ou que, pelo menos, não suba no telhado tão rápido. Será que ainda somos 1?

Paty

o.o

sábado, 13 de novembro de 2010

Sonho.com.vc 2


Mais uma dica de filme romântico, continuo emplogadíssima com minah viagem à Paris, uhlálá...

"Se pudéssemos, quem escolheríamos para amar, a pessoa perfeita que todos admiram ou aquela que é perfeita só para nós? O melhor amigo da noiva é um filme que nos faz rir, mas que também nos remete à reflexão, afinal o casal protagonista passa a trama inteira escondendo seus sentimentos porque são amigos de verdade, do tipo que sabem até o que o outro vai escolher na sobremesa. Por medo de se perderem preferem cultivar a amizade a por em risco o que os faz mais feliz: a companhia um do outro.

Contudo, quando Hannah (Michelle Monaghan) viaja e conhece um príncipe Escocês - literalmente - com todas as maravilhosas características que qualquer garota espera que o seu homem possua e resolve casar-se em quinze dias, Tom (Patrick Dempsey) finalmente descobre com a ausência da amiga que não consegue ser feliz com mais ninguém. Saborear um pedaço de torta de limão torna-se algo extremamente difícil se não é com sua "amiga".

Enfim, a pessoa certa para você não é aquela que é perfeita para todos, e sim aquela que faz seus olhos brilharem, seu sorriso irradiar, seu coração acelerar e transforma sua tarde comum em um evento especial. E nada melhor do que o ser amado ser também o seu melhor amigo".

Paty *.*

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Agora não dá!

"O essencial é invisível aos olhos" O Pequeno Príncipe


Numa determinada situação a gente sempre acha que as coisas são mais difíceis pra gente do que pro outro né! Pois é, estou do outro lado da moeda, e estou percebendo como é isso. Sempre gostei de quem não gostava de mim ou não gostava o suficiete para namorar comigo e isso foi um dos motivos de eu ter derramado baldes de lágrimas no travesseiro. Depois do fim do meu namoro de 2 anos passei um tempo querendo namorar sério e não aparecia ninguém assim, até que de repente o ser mais que especial aparece e junto com ele vem quem? aquele lá, do passado, querendo ter comigo hoje aquilo que eu queria ter tido com ele outrora. Parece uma coisa, porque será que isso sempre acontece com a gente?deve ser pra gente ter certeza de que este que está agora em sua vida é mesmo digno de seu amor, de sua fidelidade e também pra ensinar algo para o outro né, algo como, não deixe pra tentar conquistar aquela pessoa especial depois, porque pode ser tarde demais. Não sei ao certo a lição disso tudo pra nós, porém sei que a compreensão continua sendo essencial em tudo. Imagina se eu não compreendesse o silêncio dele aos meus "Ois", a escolha dele não querer conversar sobre nada como se "o tudo" não estivesse acontecendo na minha vida. Bom, lá dentro de mim, algo me diz que ele também tá compreendendo o momento que tô vivendo e me deixando vivê-lo plenamente, para quem sabe um dia viver comigo aquilo que adiou e que hoje eu estou adiando. Ou não!

Paty *.*

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Sonho.com.vc


Estou suuperfeliz porque eu escrevi uma dica de filme romântico para participar de um concurso cultural do chocolate Sonho de Valsa e tcharammm além de ter sido aprovada, a minha dica ficou em destaque por um dia inteiro na capa do site. Ai que maravilha, isso me deixou tão contente , modéstia à parte toda vez que leio o que eu escrevi me emociono. Quem sabe essa viagem para Paris não vai ser a primeira viagem romântica que vou fazer com o meu amor, Leandro. Por falar nele, estamos namorando de verdade, tipo assim, já coloquei no orkut e tudo sabe kkk, hoje em dia parece que a pessoa só tá namorando publicamente quando coloca algo em sites Redes de relacionamento né, estamos juntos à 1 mês e estamos muito felizes, cada vez mais unidos. Embora eu tenha passado por um crisezinha básica por conta de umas alterações hormonais que atingiram diretamente meu humor, aliás meu bom humor de apaixonada se tranformou em surto, como ele mesmo disse rsrs. Bom, vou colocar a foto da minha dica de filme romântico pra vocês verem.

"Cartas para Julieta
, além de lindo, pelas belas paisagens da Itália, nos remonta a uma clássica história de amor escrita por Shakespeare: Romeu e Julieta.

Porém, o que tem de mais especial nessa trama são duas mensagens. A primeira é a de que os amantes podem passar uma longa jornada distantes, mas, se o amor foi verdadeiro, quando ambos se reencontrarem o olhar vai dizer tudo aquilo que não foi dito por uma vida inteira e vai resgatar o que de mais sublime existiu — ainda que não se reconheçam fisicamente. A segunda é a que diz que não devemos perder a chance de sentir pequenos prazeres ao lado de quem amamos, como andar de mãos dadas com o ser amado e, nesse caminhar, ter a consciência de que aquela visão do mundo que você está tendo é única, porque você está vivendo a mais importante história de amor, que é a sua".

Superbeijos apaixonados!

Paty*

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Comer, rezar, amar

Ontem fui ver o filme Comer, rezar, amar e me surpreendi, pois já tinha ouvido falar que o filme não agradou por seu enredo lento, porém a meu ver ficou ótimo, não li o livro para poder compará-lo, mas como todo leitura na minha modéstia opinião é sempre muito mais engrandecedora que qualquer obra da telona, acho que o livro deve ser ótimo.
A história trata-se de uma mulher de meia idade vivida pela bela Julia Robets, que vê sua vontade de continuar casada desmoronar, pede o divórcio, em seguida emplaca um romance com um rapaz mais jovem que não dura muito e depois disso decide procurar sentidos para viver, numa viagem por um ano por Itália, índia e Bali, onde ela respectivamente vive os três estágio do filme.
No primeiro país ela conhece o prazer de comer, e comer sem culpa, que é o melhor, sem preocupações pequenas como ter que comprar uma calça jeans de um tamanho maior, ela também faz novos amigos e aprende a língua italiana.
No segundo, índia ela dicide aprender a rezar, mais precisamente meditar, difícil tarefa, eu que já tentei aprender a meditar quando fazia Yoga posso garantir, não é fácil não pensar em nada.

Mas é ali que ela começa a ficar zen, quando ela sai de lá e chega em Bali já percebemos a mudança de seu olhar, sua paciência com as pessoas e a paz interior que ela tanto procurava finalmente é encontrada quando é literalmente atropelada pelo amor, explico, um brasileiro bonitão e igualmente sozinho se destrai ao som da bossa nova brasileira (João Gilberto e Bebel Gilberto)e a atropela no meio de uma linda estradinha cheia de plantas. Lugar e trilha sonora lindos.

Dois momentos me chamam a atenção na trama, o primeiro foi no início do filme quando ela percebe que não está feliz no seu casamento e tenta rezar, conversa com Deus de um modo simples, porém extremamente emocionante, já que é assim mesmo que devemos nos conectar com Ele. Nada de palavras bonitas ou decoradas, Deus quer que sejamos nós, simplesmente nós. O segundo momento veio quase no fim quando ela termina seu relacionamento com o bonitão brasileiro por medo. O guru Xamâ pergunta porque ela fez isso já que o amava, ela responde que foi porque ela se desequilibrou. E o desdentado guru diz uma frase lindíssima, algo como " nos desequilibrarmos por amor, faz parte do nosso completo equilíbrio". E eu, concordo com ele!

Paty
=D

domingo, 31 de outubro de 2010

Eu voto feliz!




Fico "P...da vida" quando em fila de eleição tem uns e outros que ficam resmungando que estão ali à força. E estes uns e outros se assustam quando eu digo que nunca em minha vida eu saí de casa à força pra votar e olha q eu voto desde os 16 anos. Fui exercer meu direito de cidadã sim! Tenho, no mínimo, 5 bons motivos para sair de casa para votar:

1)Se estivéssemos no tempo da escravidão eu não votaria;
2)Se estivéssemos no tempo do voto de cabresto o coronel iria me obrigar a votar no Serra;
3) se fosse no tempo do voto censitário, eu tbm estaria de fora já que só votaria quem ganhasse mais de 100 mil réis por ano e
4)se tivéssemos antes dos anos 30, quando mulher não votava, lá estaria eu novamente de fora de um momento tão importante como este: o dia em que elegeremos uma...
5)MULHER para Presidir o nosso país!

Por isso e por ter consciência do que significa votar eu saí de casa tranquila e feliz e ainda me sentirei assim quando o Brasil já estiver eleitoralmente maduro para implantar o voto facultativo.

#dilmaday
#13neles

Paty

domingo, 24 de outubro de 2010

Além do que se vê

Os Barbudos!
Euzinha, superfeliz =D
Com o Leandro, meu amoor...
Camelo e Amarante alegres tocando juntos
A flor no bolso do Amarante foi jogada por um fã, momento especial que eu registrei
Húhúh´hu´huhú
Bom, dia 16/10 foi o show da banda que mais amooo: Los Hermanos, no Ceará Music 2010. Só vim fazer o post sobre o que senti nesse dia especial porque queria escrever de forma mais tranquila, calma, pra ver se conseguia expressar a emoção de vê-los cantar pela 1º vez ao vivo, vou tentar...

Primeiro que foi uma sorte o Leandro me levar pro show, porque me desencontrei das minhas amigas e se não fosse o jeitinho fofo dele cuidar de mim, de me proteger, de estar o tempo todo qurendo o meu bem-estar não teria sido tão perfeito.

Fiquei dentro no camarote sozinha, entrava e saía quando os shows começavam, chegamos lá em cima da hora de começar o show dos Los Hermanos, fui entrando de finhinho e consegui um bom lugar. Eles entraram cantando O Vencedor, os pulos foram automáticos, pulava até quem não queria haha. Muito lindo os quatro ali tocando juntinhos, e os metais arrasaram quando cantaram Além do que se vê, teve também chuva de papeizinhos coloridos e serpentinas na hora de Todo carnaval tem seu fim, olhei pra cima e imediatamente lembrei da minha formatura, cuja emoção ficará guardada pra sempre na minha mente.

Bruno Medina, sempre tímido e quieto em seu teclado, Barba elétrico na batera , Marcelo Camelo ficou com o mesmo olhar e concentração pra cantar junto como no clip de último Romance, música cantada e escrita por Rodrigo Amarante, este..bom..eu decididamente adoooro, e vi que não sou só eu, ele é amado por todos, cada gritinho que ele dava, o povo imitava, ele estava visivelmente feliz ao tocar juntos com os outros barbudos. E nós, não cabíamos de felicidade de vê-los ali, na nossa frente, tocando com tanta alegria e dedicação. Foi um show curto, de apenas 1h cravada por causa dos outros shows do festival, mas seria curto ainda que tivesse 3h ou 4h de duração porque queríamos beber daquele momento o máximo que podíamos, haja vista a certeza da imprevisão de acontecer outro show da banda.

Diante do máximo (que é pouco) que consegui expressar em palavras o que foi aquele maravilhoso show, só me resta dizer de novo:

VOLTA LOS HERMANOOOSS!

Paty =]

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Dia da Criança


"Já não sou mais tão criança a ponto de saber tudo". Legião Urbana



Hoje é meu diaaaa!
Feliz Dia da criança para todas as crianças do mundo, inclusive para aquelas que têm a minha idade, para aquelas que têm mais do que a minha idade, mas que a pureza da criança ainda habita em seu ser.



Paty

p.s: na foto olhem a evolução da criança rsrs



sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Eu voto DILMA PRESIDENTE



Faltando 2 dias para as eleiões presidenciais, reprosuzo um texto que diz somento aquilo que nutro dentro de mim, minha sincera opinião sobre o porque do meu voto ser da DILMA.
"Dilma, que tem, sobretudo, um coração sensível, pode levar adiante a reconstrução de nosso povo, para o bem da democracia plena e verdadeira

Porque queremos que esta nova luz que começou a brilhar no olhar de milhões de brasileiros, como sinal de afirmação humana e cidadã, continue a brilhar sempre mais.

Porque queremos que esta autoestima que se afirma no coração e na mente de um povo por tanto tempo humilhado e excluído se consolide e afugente para sempre o triste "complexo de vira-latas" que vitimou aqueles que diziam nos representar.
Porque sabemos que a chave e a questão mais profunda do atual debate eleitoral é esta: a emergência de uma nova consciência, de um novo posicionamento de milhões de pessoas mantidas até aqui cuidadosamente "em seu lugar", destinadas apenas a reproduzir a riqueza e a reproduzir o pensamento, usos e costumes dos senhores e dos "formadores de opinião".

O significado do governo deste presidente, que desconcerta tanto os seguidores dos velhos manuais, vai muito além do novo posicionamento do Brasil na comunidade internacional; vai muito além da implementação deste modelo econômico que nos permitiu crescer e ao mesmo tempo distribuir renda e retirar milhões da miséria.
Vai muito além dos benefícios sociais e de tantas conquistas obtidas pelas maiorias e minorias marginalizadas, levando mais de 30 milhões de brasileiros a ingressar na classe média.

Todas elas são, por certo, muito importantes e constituem base material que assegura o apoio ao presidente e a seu governo, mesmo após anos seguidos da mais dura e absolutamente livre crítica, muitas vezes infundada, desrespeitosa e eivada de vil preconceito.

Na verdade, o significado mais profundo do exercício do governo por este "sobrevivente da tribulação", com todos os seus limites e erros, é esta ruptura que ocorre quando a população percebe que "um de nós" mostra ser possível ultrapassar muros antes intransponíveis.

Porque esta relação com um presidente que representa as maiorias não só por ter sido eleito mas por "ser um dos nossos" produziu no nosso povo um fenômeno inédito, de identificação que teve consequências de difícil avaliação.

Porque esta identificação não ficou apenas na simples contemplação, mas na assunção efetiva de um novo papel que as grandes maiorias passaram a exercer.
Essa gente começa a ocupar seu novo lugar e a exigir a vigência de uma democracia verdadeira, em que novos direitos são conquistados e partilhados, sem guerras, mas com muita firmeza.

Esse povo começa a pisar em terrenos antes proibidos, do Palácio do Planalto às poltronas dos aviões, dos supermercados e lojas de eletrodomésticos às universidades, teatros e cinemas... Essa gente começa a pensar com cabeça própria. E aí não tem volta.

É, de fato, muito difícil para a casa grande, particularmente para seus áulicos, admitir que a senzala se moveu e que não se sabe onde isso pode parar. Isso explica a raiva destilada em tantos textos de iluminados e donos da verdade... É justamente este processo do nosso povo, com o qual sempre sonhamos, e que apenas começa, que queremos ver continuar... E Dilma, que não tem um projeto pessoal, mas que se entrega a um projeto coletivo; Dilma, que tem toda a energia deste povo com quem passou a conviver; que tem grande competência, forjada em tantos anos de trabalho, e que tem, sobretudo, um coração sensível, pode levar adiante esta reconstrução de nosso povo e do nosso país.

Para o bem da democracia plena e verdadeira. Para o bem da paz social, do respeito aos direitos de todos e para a queda de tantos muros que até aqui separam irmãos. Por isso, Dilma!"

GILBERTO CARVALHO, 59, é chefe de gabinete da Presidência da República.

Paty

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Ser chique é...


Recebi este artigo da amiga Clau por e-mail e amei, tanto por ter sido considerada chique quanto o conteúdo do artigo.


"Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como atualmente. A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão a venda.
Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que uns guarda-roupas recheados de grifes importadas. Muito mais que um belo carro Italiano. O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta.
Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes. Mas que, sem querer, atrai todos os olhares, porque tem brilho próprio.
Chique mesmo é quem é discreto, não faz perguntas inoportunas, nem procura saber o que não é da sua conta.
Chique mesmo é parar na faixa de pedestre e abominar a mania de jogar lixo na rua.
Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e as pessoas que estão no elevador. É lembrar do aniversário dos amigos.
Chique mesmo é não se exceder nunca. Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir. Chique mesmo é olhar no olho do seu interlocutor.

É "desligar o radar" quando estiverem sentados a mesa do restaurante, e prestar verdadeira atenção à sua companhia.
Chique mesmo é honrar a sua palavra. É ser grato a quem lhe ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.
Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, mas ficar feliz ao ser prestigiado.

Mas para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre do quanto que a vida é breve ... Portanto, não desperdice as pessoas interessantes com quem se cruzar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem.
Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!" -Desconheço autoria-


Concordo em número e grau. E adiciono que ser chick é ser humilde.

Paty

=D

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Sou uma margarida =)


Fiz um teste pra saber que tipo de flor eu sou e o resultado foi este:

Margarida

"Meiga, doce e extremamente prestativa. Não restam dúvidas de que você adora estar na companhia de amigos e familiares e os ajuda sempre que precisam. De personalidade, muitas vezes, tímida, prefere não chamar a atenção por atos extravagantes. Gosta de tudo que é simples, prático e clássisco. Por isso, maquiagem e roupas discretas costumam fazer parte de seu kit de beleza diário. No campo afetivo, busca um companheiro que lhe dê estabilidade. O lembrete para pessoas com personalidade de margarida é: não corra o risco de se apagar! Destaque-se; arrisque-se em fugir dos padrões de vez em quando. Não tenha medo de se aventurar. No futuro, você terá boas e alegres lembranças".


Acho que este teste acertou em cheio em algumas coisas...


Beijinhos!

Ah aí vai o link: http://msn.bolsademulher.com/testesperfil/secao/104/1346


quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Melhor aos 33.

Eu, aos 33. Mil vezes mais feliz que antes.
Cris, Josinho, eu, Wilame, Alex, Geyson, Fernando, Vaninha, Rose, Andréa e Clau, o jr estava tirando a foto e a Lu e seu Jr haviam acabado de sair.
Agradecendo a cada um.
mimos
Amigo de muitas vidas.
mais mimos

Dia 07 completei mais um ano de vida. Desta vez foi meus 33 anos. Como é bom se sentir adulta, a cada ano depois dos meus 30 sinto-me melhor e mais capaz, mais segura (ou menos insegura), mais seletiva? sim isso não é nada bom, porque acabo ficando mais exigente e mais sozinha. No entanto, isso não me tira a esperança, na verdade só faz com que eu saiba que estou no caminho certo para o que seja mais parecido com a felicidade, haja vista não existir felicidades real aqui nesse mundinho. Saber o que queremos é um grande passo para conseguirmos, caminhar ao léu, sem direção não é favorável, pelo contrário, nos distancia ainda mais do bem estar bem. Foi um dia bom, ruim e ótimo. Bom porque acordei com café da manhã na camaaaa, humm tão bom, minha tia que fez, e ainda teve bolo com vela. Tão fofa minha tia...Ruim porque passei um dos maiores medos da vida, minha tia e eu fomos assaltadas em plena luz do dia por 2 rapazes armados. Graças a Deus não aconteceu nada de grave, mas o que ficou foi uma sensação estranha, um medo horroroso de perder minha tia, não quero nem pensar. Porém, já havia marcado um encontro com os amigos para comemorar e isso sim foi ótimo, muito agradável, muitas pessoas bacanas, alegres, felizes. Ótima forma de comemorar mais um ano de presente de Deus.

Happy Birthday to me.

=D

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Setembro

Estou estupefada com a beleza desta rosa. Na verdade estou estupefada com outras coisas também, como com o fato de eu perceber que estou me recuperando das tropeçadas da vida com mais rapidez. Prestar atenção em nós mesmos é tão engraçado e por vezes prazeroso. Não deveria ser assim, tão incomum, porém vamos ser sinceros, perdemos preciosos minutos olhando para a vida do outro. E a nossa? não é importante? É sim, e até mais.
Sinto-me contente por estar tão sensível por admirar flores, isso tem acontecido comigo com frequência. Gostaria de ser muito mais sensível do que o pouco que sou, quem sabe ainda não gostarei de animaisinhos de forma plena como vejo algumas pessoas fazendo. Ou cuidar de uma planta com muito muito zelo, como minha tia.
Setembro começou ontem no calendário normal, mas já me sinto neste mês especial pra mim há dias. A energia muda, tudo fica mais alegre, mais bonito; e a vida parece ser mais simples. Embora tenha passado por desarmonizações nas duas últimas semanas agora cá estou, de pé. É isso que está me surpreendendo. Será que estou aprendendo a viver? Poxa, que bom seria...Ser serena a maior parte do tempo: meu sonho de consumo!


"Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos..." Beto Guedes


Bons dias, boas noites...

Paty =D

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Dia Mundial da Fotografia!

Hoje é Dia Mundial da Fotografia, e eu como amooo de paixão tinha que fazer um posto sobre isso. Resolvi mostrar como podemos usar a fotografia a nosso favor, pois todos nós, acho que até as modelos mais lindas, têm algum defeitinho que não desejam que saia na foto, então...tome foto!

Quando a gente deita sempre funciona, parecemos bem sequinha rsrs
Aqui optei por ficar atrás do enfeite de concha.
Nesta foto eu estou em pé com as mãos colocadas justamente nos lados da barriga, é esta que eu nunca quero mostrar, pois ela é um pouco desproporcional, parece que não é minha, que eu peguei de outra pessoa kkk.
Novamente as mãos.
De novo as mãos, só que em pé dá a impressão de que sou alta, mas sou do tipo migñon.

Viu, agora que já viram como a fotografia pode ser nossa amiga, é só testar!

Beijosss!

Alívio imediato




Bom...Ontem foi um ótimo dia, só de coisas e notícias boas. Primeiro que eu acordei superansiosa com a consulta médica, a titia percebeu e começou a conversar comigo sobre isso, que era tudo psicológico...que eu preciso me controlar e tals e em seguida, meia hora depois, passou. Então percebemos que realmente as palpitações devem ser alvo da ansiedade e que não é o meu coraçãozinho que está batendo errado, tal conclusão o cardiologista também chegou, e que alívio eu senti, nunca pensei que eu fosse ficar tão feliz por ouvir que eu preciso de um psiquiatra, pois estou com Síndrome do Pânico kkkkkkkk.
Tudo na vida é relativo, melhor ser doida, neurótica e precisar de calmante do que ser doente do coração kkk.
Fiquei suuuperfeliz com isso e na mesma hora já me senti bem, já passei a me sentir saudável de novo, capaz de fazer o que eu quiser na vida. Coisa booa.
À tarde e à noite tivemos mais ótimas notícias que não posso mensurar aqui, pois algumas delas não dizem respeito a minha pessoa e sim a pessoa da titia.
Só sei que a partir de agora vai ser só alegria, felicidade e curtição.
yeah!
Beijinhos
Paty

terça-feira, 17 de agosto de 2010

"des"


Ai, tô tão "des" --> desanimada, desconcentrada, descompensada...mas lá no fundo sei que não estou desesperançada. Isso já é muuita coisa. Tenho tido muito cansaço, do nada, de fazer coisas normais do dia-a-dia, já fico mal, com respiração ofegante, suor frio, mãos e pés gelados e com medo, muito medo. Já faz umas semanas que ando assim, na verdade tenho percebido que foi quando voltei a me movimentar, com a onda de que todo mundo tem que deixar de ser sedentário, inclusive até fiz um post feliz sobre isso aqui, fui fazer caminhada na maior pilha, e qual não foi a minha surpresa, me vi sentindo-me fraca como na época em que fui malhar no início do ano na academia. Fico chateada com isso, porque todo mundo pode e eu não?
Marquei consulta com um cardiologista depois de ir bater na emergência pela segunda vez em 8 meses pelo mesmo sintoma. E o mesmo médico que me atendeu falou que eu havia tido uma crise de ansiedade, finge que acreditei, mas não foi bem assim...
Bom, amanhã será a tal consulta e estou com esperanças de que não vai ser nada grave, eu vou fazer exames, tratamento e ficar boa, que nem fiquei com a retocolite. Por falar nisso, lembrei da época em que estava com os sintomas desta doença e pensava que era algo muito grave, que não tinha remédio ou tratamento, pensava realmente que ia morrer logo hehe, eu era bem mais apavorada, é isso que a gente consegue com a experiência, a gente passa a ser menos alarmado com as coisas, eu acho isso ótimo, estou com quase 33 anos, falta pouquinho; semana passada eu estava me sentindo triste com isso, mas hoje não, vejo que é uma dádiva envelhecer, ainda mais quando evoluimos com a idade, não apenas ficamos mais velhos cronologiamente. Ontem antes de dormir pensei no post que fiz há alguns dias em que disse que devemos valorizar UM dia que temos e vivê-lo feliz, sorrindo e amando, é isso que vou tentar fazer sempre: ser feliz.

p.s: uma das coisas que me traz alegria é escrever aqui, já não me sinto mais tão "des" quanto no início do post hehe.Vai entender...

Paty

domingo, 15 de agosto de 2010

Domingo

Tchurminha do Charlie Brown que eu adoro


Domingo é dia de relaxar, de descansar, mas e quando a vida da gente tá sendo só um descanso? como é o meu caso no momento, se bem que eu tô me traindo, porque semana passada fiquei chateada pelo comentário de uma amiga que disse que vida boa é a minha que não preciso fazer nada. Como assim? eu estudo o dia inteiro, ou quase, e ainda levo o nome de vida boa que não faz nada? namm fiquei passada, mas é esse o pensamento de quem não é concurseiro ou nunca foi, de que quem está se preparando é um desocupado. Deixa estar, que quando eu for servidora pública federal isso tudo vai mudar, só espero que não pensem que eu consegui na moleza rsrs.
Bom, já que "descanso e relaxo" todos os dias(já que não tenhoa obrigação de sair para trabalhar num lugar chato - ainda) vou ver um filme.

Good Sunday for everybody!

Paty

Beijinhos

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Como é bom ser criança!


Bom Dia Comunidade! Adoro dizer isso porque é uma frase de início de uma música dos "Tribalistas". Bom, hoje eu vou falar sobre algo bacaninha, que é a a minha amizade com os meus amiguinhos do prédio. Aqui onde moro com minha tia, tem muitos casais, claro, e algumas crianças, e foi com elas que eu passei a ter muita afinidade, do tipo de ter conversas longas e descer pra brincar mesmo kkkkkkk. Parece loucura né, mas...eu adoro, na verdade adorava, tô um pouco triste porque dois deles estão se mudando, os que eu mais gostava de estar perto. Eu estava analisando essa minha atual "necessidade" de estar próxima deles com algo da minha própria infância, pois quando eu era criança não era uma criança feliz, livre, leve e solta como sou hoje com eles, eu recebia muito preconceito dos amiguinhos da escola por ser negra, e isso marcou muito pra mim, nunca esqueço da minha primeira frustração, quando devia ter uns 5 aninhos e não tive par pra dançar quadrilha porque ninguém queria ser meu par, triste né! Como isso foi importante pra mim, porque depois deste episódio cresci insegura e com vergonha de tudo e de todos, um horror! Não sei nem como consegui mudar assim, na verdade isso se refletiu também na adolescência, por me achar feia demais não interagia com garotos, tinha amizades - as quais algumas delas continuam até hoje e certamente perdurarão por muitos anos - mas namoro não, era como se no meu íntimo eu não me aceitasse ou merecesse ser amada por alguém, já que aos meus olhos era mais feia que a Bete - a feia (só na minha cabeça né), sempre tinha alguém afim de mim, mas eu só queria aquele que não me queria( Freud explica, se ele não explicar ninguém mais explica rs ), devia ser pra eu ter um motivo para não estar feliz com um garoto. Bom, a verdade é que eu superei isto né, estou hoje com 32 quase 33 anos de idade e pronta pra interagir e brincar feliz com qualquer criança que queira minha companhia. Isso é muuuuito bom. Temos que ter em mente que nunca é tarde pra crescermos e destruirmos velhos fantasmas que passaram muito tempo nos distanciando da felicidade.

Patyfeliz!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Somos um Estado laico


A gente sempre fala de desrespeito ao cidadão, do quanto nossos direitos não são levados em consideração, mas quando ocorre exatamente o contrário não expressamos a nossa alegria, não distribuimos esse tipo de notícia, é um costume negativo que temos. Hoje venho falar com muita alegria de um exemplo de respeito à opção religiosa. O Procurador Geral da República ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS, que é o Presidente do Ministério Público da União, determinou que as pessoas que se candidataram ao concurso público para analista e técnico do MPU, que forem adeptas da religião ADVENTISTA cuja principal caraterística que as distinguem das demais religiões ser o fato de não poderem fazer nada além de orar, jejuar e fazer a caridade do pôr do sol de sextas-feiras até o pôr do sol do sábado (+ - 18h ) que fizerem a solicitação de atendimento especial por motivos religiosos poderão fazer a prova do sábado, chegando ao local de prova no horário normal e ficando num rescinto exclusivo até o pôr do sol, para, então, realizarem as provas.
Na minha opinião esse é um lindo exemplo de respeito ao ser humano, às suas convicções, às suas crenças, sempre não esquecendo de que não é um favor que estão fazendo aos Adventistas é um simples direito que lhes confere, pois no Brasil não existe uma religião oficial somos um país laico, ou seja, que deve respeitar a toda e qualquer opção religiosa.
Parabéns ao PGR e parabéns por essa conquista dos adeptos dessa regilião.

Paty

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Será???



Será que eu sou a lembrança doida na vida de alguém?
É assim que começo a minha sexta-feira. Como todas as manhãs logo que ligo o meu pc, vou dar uma olhadela nos lugares virtuais que frequento todos os dias: orkut, twitter e facebook e foi neste que encontrei logo de cara uma perguntas dessas, se eu não fosse afetada, teria passado batido nesta indagação, massss...como sou afetadíssima, principalmente no que tange às lembranças que eu por ventura tenha deixado em alguém. Desde ontem que me lembro do meu ex-boyfriend, que nem friend ficou. E hoje me vem essa dúvida. Parei pra pensar sobre isso não apenas no relacionamento que tive com ele, mas com os outros também, mas com os outros nada foi real, foi tudo pseudo. Bom, voltando...acho que a resposta para esta infâme indagação é SIMMM. Sou uma lembrança doida na vida de alguém, sei até de quem kkk. Que horror!


Isso não é bom gente, temos que nos esforçar para sermos alguém que deixa saudades, alguém que faz falta, alguém querido. Daquelas pessoas que passe o tempo que passar num encontro casual seremos recebidos com um belo sorriso e abraço apertado somado a uma afirmação espontânea de que estamos sumidos. Ser lembrado com alegria deve ser o nosso objetivo do dia. Se a gente dividisse a vida em dias, daríamos muito mais valor a ela, tipo assim, hoje é UM dia, e não mais um dia, então devo aproveitá-lo para fazer o máximo de coisas legais com e para alguém, amar o máximo que puder, sorrir e fazer sorrir o máximo que conseguir e ser e fazer feliz tantas pessoas encontrar.

Beijão!

Paty

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Los Hermanos de VOLTAAA!

1 - Marcelo Camelo
2 - Rodrigo Amarante
3 - Bruno Medina
4 - Rodrigo Barba


Poxa, ontem eu tive uma supernotícia, que a minha banda preferida de todos so tempos: LOS HERMANOS que estão parados desde agosto de 2007, voltará à atividade, pelo menos para uma miniturnê, que acontecerá em Recife, Salvador e tcham tcham tchammm: FORTALEZAAAA. Inicialmente não ia ter aqui, mas de última hora eles anuncairam que vão tocar também no Ceará Music (16/10), êEÊ^baaaaaa!!! Vai ser a 1º vez que eu vou vê-los tocar ao vivo. Que maravilhaa!



=D

p@ty

p.: Confiram a notícia no blog do Bruno Medina, Instante Posterior, taí o link http://colunas.g1.com.br/instanteposterior/2010/08/04/entao/comment-page-4/#comments

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Hoje faz 1 ano.

Val e titia - pai e mãe às avessas, pq não foi por livre e espontânea vontade, mas depois passou a ser por livre e espontâneo amor.
Titia gatona.

Hoje faz exatos 1 ano que saí da casa do meu tio Val. Foi um momento difícil pra todos, não apenas para mim. Tempos depois percebi que era necessário. Na hora em que passamos pela tribulação parece que o mundo vai acabar, que tudo sai de órbita, porém algumas pessoas conseguem entender o porquê do acontecimento, quando isso ocorre dá um certo alívio, voltamos a respirar como antes. Eu já estive mais feliz por tudo isso, só que hoje não sei porque não estou, talvez pela data, já que aconteceu no dia do aniversário dele. Seria uma comemoraçao, mas não foi, não é. Talvez será quando eu estiver independente, morando sozinha.
Eu tive e continuo tendo a ajuda da minha tia-mãe Rita, que esteve comigo o tempo todo, inclusive saiu comigo Às 16h da tarde com as roupas nos ombros.
Deus é bom em demasia com a gente, porque quando mais precisamos Ele sempre coloca anjos em forma de pessoas para nos amparar. Eu continuo precisando da minha tia, contudo tenho certeza que em breve vou criar asas e voar sozinha.
Família é algo estranho, porque tem horas que tudo o que queremos é viver bem longe dela, tem horas que ela nos sufoca, em outras bate saudade e percebemos que não conseguiríamos viver sem ela, sem o tal sufoco, amor e ódio, todavia como dizem que ódio é o amor invertido, é amor e amor em excesso mesmo.
Feliz 52 anos Val!

=D

Paty