terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Tempo - mano véio


Hoje eu resolvi falar sobre o tempo.

Esse que sem percebermos faz parte de nossa existência.

Esse que às vezes é nosso melhor amigo, outras nem tanto.


Quando somos crianças ele parece ser o máximo, pois tudo o que queremos é tê-lo para brincar, se divertir, correr, enfim, viver.





Quando estamos na fase adolescente ele é um terror, pois nosso humor fica de lua, muda a toda hora devido os hormônios.
Quando já chegamos a idade adulta, é quando ele diminui, só falta sumir, pois não o temos mais para ver os amigos, assistir filme comendo pipoca em pleno dia.

Quando estamos sem ele ficamos ansiosos, preocupados, a mil por hora, tudo pra tentar resolvermos as nossas pendências dentro dele.

Quando estamos com ele de sobra, ele parece não passar. Ficamos até entediados procurando alguma coisa pra fazer pra ver se vemos ele passar.

Quando estamos a espera de um telefonema importante, um minuto parece um dia inteiro, uma hora então...nem se fala.



Quando estamos ao lado de quem amamos ele parece não existir, acho que apenas nesse momento que isso acontece. Mas apenas quando o casal apaixonado está com ele de sobra, pois quando um dos dois não está, aos olhos do outro ele parece correr.



Quando estamos a estudar para uma prova importante, cada 24h diminui incrivelmente, a matéria parece crescer e se multiplicar porque quanto mais estudamos, mais temos a impressão de que precisamos de mais e mais.


Quando estamos tentando esquecer alguém ele, o tempo, é o nosso melhor amigo, é ele que nos ajuda a nos resignar e aprender a lição que a situação oferece.


Quando estamos dodói, não vemos a hora do tempo de repouso passar, o tempo nessas horas, fica looongo.


Quando estamos com insônia, ele parece se multiplicar, principalmente quando não temos mais opção para fazer o sono chegar, depois de tantas tentativas.


A ausência dele nos deixa com a sensação de que tá faltando alguma coisa para nos completar.


O excesso dele também, pois quando não temos nenhuma atividade, tudo o que queremos é encontrar uma p'ra dizer à todo mundo que não temos mais tempo pra nada.


Mas na realidade, a gente só tem que aprender a lidar com ele, fazendo com que os minutinhos de cada dia sejam bem aproveitados ao lado de quem amamos, e fazendo as atividades que nos dão prazer.
À propósito, hoje é aniversário de nascimento de minha avó, ela faria 86 anos. Como será que ela estaria aqui com a gente? Ela fez a viagem cedo demais, já vai fazer 19 anos. Eu era uma criança. Nunca vou me esquecer do susto que levei quando cheguei da aula e a vi ali, na rede, deitada. Parece que foi ontem. Ao mesmo tempo não, parece que foi na vida passada. Aprendemos a lidar não apenas com o tempo, mas também com os sentimentos que ele nos deixa. é ele que nos ajuda a esquecer os momentos ruins e a guardar apenas os bons. Isso é bom.

Namastê - O Deus que habita em mim, saúde o Deus que habita em você.

=)

4 comentários:

disse...

...tempo tempo tempo és um Senhor tão bonito como a cara do meu filho....mas~a frase não é minha não é de Caetano veloso.. Pois é o tempo é o senhor de tudo, gostei desta postagem como tambem gostei das suas fotos com seus amigos(inclusive eu)que só reafirma que o tempo é que firma as amizades e eterniza os amores, o tempo bem aproveitado é arvoré de fruto saboroso mas o tempo mal aproveitado causa retardo na nossa evolução espiritual....faça do seu tempo a su historia...te amo ..bJô

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Déo "Neguinho Atento" disse...

sem contar que o tempo, enquanto nos transforma fisicamente, acaba revelando a essência do que somos... acho que o tempo é a testemunha de Deus...

Paty disse...

Como sempre os comentários são melhores que a postagem. Fico feliz por fazê-los refletir.