domingo, 1 de fevereiro de 2009

Nunca desista de você

Uma das coisas que está na lista desse ano é que tenho que ler 2 livros por mês. Ótimo, estou cumprindo, li no mês de janeiro exatamente 2. Foram os seguintes:

Crepúsculo



Conta a história de uma adolescente que muda de cidade, vai morar com o pai numa cidadezinha que ela jurava destestar, mas não foi bem assim, pois se apaixonou por um rapazinho liiindo, segundo ela, misterioso, e muuuito atraente. Seu amor passa a ser correspondido, fazendo com que a atração dos dois cresça ainda mais quando a personagem principal passa a ser alvo de inúmeros incidentes, e em todos eles o jovem rapaz liiindo estava lá para salvá-la. Bem essa não parece ser uma história tããão interessante assim não é, contudo o diferencial da história é que o rapaz não é comum, ele é um vampiro, não é adolescente, tem mais de oitenta ano de idade.
A história dos dois é contada de uma forma tão detalhada que nos faz sentir aqueles mesmos sentimentos de quando éramos adolescentes. Os medos, os receios, as dúvidas e aquela vontade enorme de ficar junto de quem amamos, ou de quem achávamos que amávamos. Na realidade, esses sentimentos não morrem, só se aprimoram, pois em qualquer idade quando estamos afim de alguém a vontade de ficar grudado existe, cada frase dita pela pessoa amada tem um valor incrível, cada olhar, cada encontro é mágico. A diferença é que quando crescemos o frio na barriga é diferente, pois devido a experiência que já adquirimos ao longo da vida temos um pouco mais de segurança, só um POUCO mais, nada que nos transforme em bambambans no assunto. Acho que nunca vamos chegar a esse patamar no quesito amor. Em todas as fases da vida estamos nos conhecendo e nos reconhecendo mais. O que mais me agrada na leitura de um livro é isso, de repente o que está contido nele nos leva de volta a quem nós éramos, ou melhor, a quem nós somos e por diversos motivos acabamos esquecendo.




Nunca Desista dos Seus Sonhos






Esse livro é um típico livro de auto-ajuda. Muitos criticam demais esse tipo de literatura, há até quem diga que não é, mas eu não concordo com isso, acho que o que nos faz bem, o que nos traz bem-estar e nos leva à reflexão é um bom livro. O rótulo não importa, o que vale é a capacidade que o autor tem de nos transformar, nem que seja um pouqunho, mas se conseguir, já valeu a pena lê-lo. Esse traz a história de 3 grandes ícones da história, chamados por Augusto Cury, de sonhadores. Para ele o sonho é o que nos faz crescer, ele o equipara a uma bússola que nos indica os caminhos que seguiremos e as metas que queremos alcançar.


No meio da leitura - que é rápida, pois o autor tem como característica a narrativa leve - percebemos o quanto somos fracos, pois quantos sonhos já tivemos e por medo, por qualquer motivo bobo deixamos para trás. Eu pelo menos já sonhei com tantas coisas nessa vida. Já tive plena certeza de que queria morar fora do país, cá ainda estou. Já quis ser normal, mas isso não conseguirei mesmo. Já quis ser paquita (onde já se viu paquita preta?) kkkkkkkk (nunca ria dos sonhos dos outros, nem mesmo dos seus). A Xuxa vivia dizendo que a gente podia tudo, eu acreditei ué. Porque era ingênua, ainda não tinha noção de que nem sempre as coisas acontecem.Quando tinha 15 anos já quis até ser modelo, de quê é que eu não sei kkkkkkk. Já quis ser juíza de direito. Acho que de todos esse é o que ainda pode ser realizado. O sonho de passar num concurso é o do presente. Ah não, o de me formar é o que está na prioridade. Vestir a beca, ver todas as pessoas que eu amo lá do meu lado no dia da colação...do baile...já imaginei tanto essa cena. Quanto ao concurso já conheci várias pessoas que já o alcançaram e outras que não, embora queiram. Mas sei o que difere umas das outras. É a perseverança. Quando nós desistimos de nossos sonhos, estamos dizendo não a um futuro provável. O segredo é continuarmos apostando em nós mesmos. De que somos capaz de conseguir aquilo que sonhamos, que almejamos. Por mais que pareça pouco provável, se souber qual o caminho e segui-lo com foco. Pronto. Não tem errada. Consegue mesmo. Tomara que eu não desista de mim de novo. Nunca mais.
Resume da ópera: Nunca Desista de Você!
=)

4 comentários:

disse...

...bom Algusto sempre cura tantas dores hem...eu gosto dessa leitura, é um anti-tristeza né...??? e crepusculo to aqui com o filme, asisto hj a noite e ai dp comento...mas seu relato me deixou curioso... mto bom a postagem... bjo

Derek disse...

Hahaha, só leu Crepusculo?
Já estou no terceiro da saga, Eclipse..hahahha

PS: Jô, o filme não é tãooo bom e envolvente qto o livro...hihihi

Bjos

Andrea Lane disse...

Hahaha postei no nome do Derek...foi mal!

Déa

Paty disse...

Vou ver de leio o 2º da série depois. Eu sempre acho que ler é melhor que ver.

bj p 2. E P dEREK TBM HEHEH