domingo, 5 de outubro de 2008

Feliz Aniversário CF!

Hoje é dia de eleiçoes Municipais.Também é aniversário de 20 anos da Constituição Federal.Dia de sair de casa sem vontade, para cumprir uma obrigação cívica constante numa Constituição que poucos conhecem.A mais democrática, a que tem o apelido de "cidadã".Não entendo essa democracia que todos aceitam numa boa, claro que em relação aos remotos tempos da ditadura( remotos pra mim que ainda não tinha nascido naquela época, né....) as coisas realmente mudaram.O voto é direto, secreto, universal e periódico, mas OBRIGATÓRIO.Combina com democracia?Acho que não, mas essa obrigatoriedade não é uma cláusula pétrea, ou seja, pode ser modificada por Emenda à Constituição.

O ato de votar não é de todo ruim, olhando com os óculos do otimismo, nos foi dado o direito de optar, de escolher quem nos representará, NÃO ao voto de cabresto.Porém, a obrigatoriedade é que não me é bem vista, nem a mim e nem a uma grande parcela de pessoas que compraram a camisa do VOTO NULO -  aquela que minha professora de inglês usou durantes muitas aulas rsrsrs - como um protesto ao voto obrigatório.

Não faz sentido vivermos em um Estado democrático de Direito e sermos coagidos a escolher alguém dentre uma lista inteira de pessoas não-confiáveis, sob pena de não o fazendo perdemos nossos direitos políticos, isto é, deixarmos de ser cidadãos.Poucas pessoas sabem, mas o que nos torna cidadão, é o título de eleitor.Será que isso tem sentido?Muitas coisas mudaram com a Carta Magna de 1988, mas muitas ainda não saíram do papel.Os direitos e garantias individuais e coletivos são lindos de se ler, mas difíceis de serem efetivamente colocados em prática.

Sei que ainda verei a mudança do voto obrigatório para o voto facultativo e nesse dia talvez irei sair de casa para votar com muito mais felicidade, me sentindo detentora de reais direitos políticos, me sentindo muito mais cidadã.

=)

2 comentários:

Déo "Neguinho Atento" disse...

Oi Paty, após um tempinho de ausencia, voltei a me deleitar com seu blog.

Lá nos EUA o voto é facultativo e os jovens fazem de tudo pra mobilizar as pessoas a sairem de casa pra votar, pra terem participação política.

Quando eu morava lá e dizia que aqui o voto era obrigatório, eles achavam sensacional e nos invejavam.

Aqui o voto é obrigatório. Tem seu lado bom e ruim. Não sei, tenho medo que se no Brasil o voto fosse facultativo, só as classes mais altas (mais "educadas") iriam votar (e olhe lá). Corria-se o risco de os governantes governarem mais ainda para os ricos.

Não sei... é só uma especulação da minha parte.

Por outro lado, não haveria compra de votos, laqueadura de trompas das mulheres da favela em troca de votos - acredite, isso ainda existe. Nesse ultimo fds, vespera de eleições, eu tava na favelinha aki perto com uns colegas ouvindo rap e flagrei esse acontecimento.

Algumas mulheres discutiam com um candidato que não iria mais votar nele pois ele prometeu que iria "ligá-las" e só "ligou" as mulheres de outro favela aqui perto.

É Paty...é cada coisa viu...

Paty disse...

Que horror!
Tá vendo como as coisas são lindas apenas no papel?
Quem diria em 1986, 87...com a Assembléia Nacional Constituinte que 20 anos depois as coisas mais sérias ainda iam ser tratadas assim no Brasil?
é triste, mas é verdade...