quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O TRABALHO INFANTIL NA REALIDADE BRASILEIRA

Nosso país, infelizmente, tem se mostrado uma imensa decepção, quem diria que o Brasil, o país do futuro iria colecionar dessabores, uns mais amargos que outros.Tem para todos os gostos: de representantes corruptos sedentos por uma oportunidade para nos roubar cada dia um milhão a mais à crianças perdendo minutos a minuto suas ingenuidades.
Na realidade a última "imperfeição" de nosso país, acima citada, é consequência da primeira.Afinal, há crianças nos semáforos tendo que vender seus sonhos em forma de bombons justamente pela falta de escrúspulos de parlamentares desumanos.
Diante de tantas belezas naturais, a começar pela do povo, bem que o maior país da América Latina poderia cuidar-se com mais afinco.Tirar a chance de um ser humano tão inocente, ingênuo e dependente de estar na escola, de brincar, de parar e sorrir com um amiguinho por uma bobagem qualquer, é no mínimo, um suicídio.
Vermos crianças se prostituindo por quantias irrisórias, outras servindo de escravas na lavoura e outras tantas pedindo esmolas de sol a sol só mostra como nós, partícipes dessa sociedade, somos inertes e desprovidos dos cinco sentidos quando nos convém, pois nos tornamos surdos ao escutar uma criança pedindo ajuda, ainda que em silêncio, cegos quando paramos um segundo para olhá-las, mudas ao calarmos em vez de falarmos palavras de acalanto, enfim conseguimos fingir que nada disso acontece todos os dias em nossa volta para massagearmos o nosso ego ao fazer de conta que não temos nada a ver com o problema dos " outros".
Bem!Chega de reclamação, chega de hipocrisia, chega de tanta inércia.Se queremos um país digno, nos esforcemos para sê-lo hoje, começando a respeitar a criança brasileira, que bem cuidada e preservada, certamente conseguirá fazer desse país um lugar sério, com o trabalho e o desrepeito infantil sendo abolido totalmente da nossa sociedade.Que um dia bem próximo, possamos nos orgulhar de sermos felizes no lugar em que nascemos.
obs: essa foi uma redação que fiz para o ENEM de 2005.Achei cheia de muita emoção.Não pode.Hoje eu não escreveria assim, embora continue concordando com o que eu pensava na época
Até ri qdo li kkk.

5 comentários:

Déo "Neguinho Atento" disse...

Isso foi uma redação ou um desabafo, Paty? rsrs... gostei muito! Se garantiu. Mas realmente tá mais emotiva mesmo. Talvez os concursos esperem algo mais dissertativo, não sei. De qualquer forma, é bom saber que vc pensa assim...

Anônimo disse...

Achei foda gostei muito postei num trabalho de gramatica na minha escola vc daria uma bela escritora que já não é parabens é obrigado pela ajuda^^

Paty disse...

Suuuperfeliz por ter ajudado você num trabalho de escola, na verdade essa redação eu fiz p um ENEM, acho que em 2001 ou 2002 por aí, porém infelizmente continua atualizado né. Vamos mudar essa realidade! Quanto ao ser escritora, não sou não, só uso as palavras para desabafar e conhecer a mim mesma.
Beijos!

Anônimo disse...

paty amei sua postagem, obrigada mesmo, também amo a net mais esta na oitava não é facil então dei um tempo, mais algo que nunca darei tempo é de ler. tenho uma meta ler mais de cinquenta livros e para minha surpresa li 49 livros e um ano e meio pensei que fosse louca por pensar em algo como esse, mais que existe alguém com o mesmo pensamento que eu, e eu tenho 14 anos bjus e boa sorte

Anônimo disse...

paty amei sua postagem, obrigada mesmo, também amo a net mais esta na oitava não é facil então dei um tempo, mais algo que nunca darei tempo é de ler. tenho uma meta ler mais de cinquenta livros e para minha surpresa li 49 livros e um ano e meio pensei que fosse louca por pensar em algo como esse, mais que existe alguém com o mesmo pensamento que eu, e eu tenho 14 anos bjus e boa sorte