sábado, 12 de abril de 2008

Hoje o meu post será sobre um assunto meio assim sei lá: psiquiatria e psicologia.Tô afim de escrever sobre isso porque ultimamente tem sido O assunto da vez tanto aqui m casa, como nas ruas...na tv...enfim, parece que de repente esses profissionais foram descobertos, saíram de dentro das tocas de seus consultórios e colocaram suas caras para fora.Ou melhor, parece que a sociedade os descobriu ou melhor ainda, parece que a sociedade descobriu que diante de tantos problemas existenciais, profissionais, afetivos...em suma, por causa de todos os percalços (naturais ou não) da vida eles têm sido tão procurados, tão necessários.
Eu mesma já me vi diante de um profissional (psicólogo) desses algumas vezes e olha...surtiu um efeito importante no momento que estava passando, mas com certeza foi uma consequência da vontade que já existia em mim de me livrar daquilo que me atormentava e que atrapalhava a minha vida.Tem muito isso, não adianta a pessoa ir diversas vezes a um consultório desses e falar...falar...se o que está sendo dito seja apenas palavras, na realidade o que está sendo dito tem que ser pra si mesmo e não para aquela pessoa desconhecida que está ali na frente, foi assim que serviu p'ra mim.Por vezes me vi dizendo coisas que nunca havia nem pensado sozinha em casa.Descobri muitas coisas sobre mim assim.
Mas como saber quem procurar? um psiquiatra ou um psicólogo?
Bem, "cabe à psicologia estudar questões ligadas à personalidade, à aprendizagem, à motivação, à memória, à inteligência, ao funcionamento do sistema nervoso, e também à Comunicação Interpessoal, ao desenvolvimento, ao comportamento sexual, à agressividade, ao comportamento em grupo, aos processos psicoterapêuticos, ao sono e ao sonho, ao prazer e à dor, além de todos os outros processos psíquicos e comportamentais não citados.
Já a Psiquiatria é o ramo da Medicina que lida com a prevenção, atendimento, diagnóstico, tratamento e reabilitação das doenças mentais, sejam elas de cunho orgânico ou funcional, tais como depressão, doença bipolar, esquizofrenia e transtornos de ansiedade. A meta principal é o alívio do sofrimento psíquico e o bem-estar psíquico. Para isso, é necessária uma avaliação completa do doente, com perspectivas biológica, psicológica, sociológica e outras áreas afins. Uma doença ou problema psíquico pode ser tratado através de medicamentos ou várias formas de psicoterapia."
Basicamente, na psicologia não é prescrito medicamento, diferente da psiquiatria que o tratamento é à base de remédios como antidepressivos e tal...
Mas a meu ver a idoneidade dos psiquiatras tem sido colocada à prova.No Big Brother um recém formado em medicina com residência em psiquiatria deu um show de desequilíbrio e arrogância dentro da casa, colocando o Brasil para pensar se vale mesmo a pena confiar num profissional tão importante que na verdade poderá ser tão ou mais necessitado de ajuda quanto o paciente.
Quanto à medicação, ela é extremamente aconselhável em muitos casos, mas existem tantas outras formas de terapia alternativa à disposição de todos, até mesmo uma corrida na calçada surte um efeito maravilhoso liberando endorfina.Existe também o yoga, o shiatsu, a meditação, mas claro,tudo isso somado ao tratamento profissional e medicamentoso.
Quando eu tava meio ruim, um pouco deprimida, fui p academia malhar, foi ótimo pra mim, me senti outra.Tudo muda aqui dentro, é como se o que tivesse dormindo acordasse e o melhor, num belo dia de sol.
Também posso falar do shiatsu, puxa, é ma-ra-vi-lho-so, dá uma paz tão grande, uma sensação de que o nosso corpo tá super saudável e que o mundo lá fora tá nos chamando p'ra viver, p'ra aproveitar o dia p'ra amar e ser feliz.Parece uma mágica né?mas é assim mesmo.
Bom, seja lá o que estivermos sentindo se necessário a ajuda tem que ser procurada e o mais importante: a prórpia pessoa tem de querer se ajudar, nada de deixar que a angústia e a depressão tome de conta de nossas vidas.
Tem muita coisa boa nesse mundo p'ra viver e aproveitar.
=]
*fonte:wikipédia

2 comentários:

Déo Neguinho Atento disse...

eu nunca fui a um psicólogo, acredita?! não sei se um dia irei. sou meio antiquado pra essas coisas, confesso. quanto à problemas de auto-estima eu também tenho. sabe o que é a melhor coisa pelo menos pra mim? dormir bem e acordar bem cedo (umas 5h). é impressionante como eu fico revigorado e produtivo.

adorei sua postagem.

d.an. disse...

Paty,

não cheguei a ler o "post", mas a foto está linda!

Qto a "veritas odium parit" (a verdade cria ódio) dou-te exemplo: experimente contar a verdade quando você deixa de gostar de um namorado como namorado? experimente dizer a verdade quando alguém faz alguma coisa errada? experimente ver a verdade quando você mesmo faz uma coisa errada? e por aí vai... infelizmente por muitas vezes o engano a ilusão serem úteis para ver o mundo de forma melhor preferimos elas à verdade! O mundo deve ser visto como é, e isso não é ruim!

Quanto ao cair na rede, vai que tem pedixe esperto por aí heheheh!

Beijinhos

Fica com Deus