terça-feira, 14 de agosto de 2007

VIVER É MELHOR QUE SONHAR


É impressionante como somos bobos.Quantas vezes perdemos tantas chances de aproveitar o dia, de viver coisas novas só por medinhos booooooooooobos (talvez eu escreva muitas vezes nessa postagem a palavra bobo, viu!).Existem pessoas que carregam uma bandeira de " NÃO ARRISCAREI JAMAIS, NÃO VALE A PENA".Mas como?como sobreviver nessa selva sem risco?como amadurecer sem passar pelas mesmas coisas que todos passam?não dá.Piro quando me dou conta que sou assim (quero jogar essa bandeira no mato rsrsrssr), quando vejo que o tempo tá passando e ...e...não vivi.Que sensação de paspalha que eu sinto, fazendo paspalhice o tempo todo.Ainda se fosse paspalhice de tentativas, daquelas que você se arrepende de ter feito sabe.Não.São aquelas de não ter feito mesmo.Hoje tenho a nítida sensação de que fui paspalha a vida toda.E às vezes ainda ajo como se fosse.E piro (de novo!) quando isso acontece.Errar ou não errar, eis a questão!Antigamente eu vivia numa piração (nossa essa palavra hoje tá me perseguindo) tão grande de que não era dona de mim, que eu tinha que ficar parada, inerte, só assim estaria protegida das vicissitudes da vida...e tem como ficar assim?descobri que não.E que, como diz a canção que a Elis Regina gravou "viver é melhor que sonhar".É é verdade.Tem outra parte que diz "por isso cuidado meu bem, há perigo na esquina"...cara não existe um método de crescimento sem riscos.Ah se existisse! seria o mais vendido.Para mim todos tinham direito de errar, menos eu.Coitada!ingênua...e pretenciosa, né!Não tem como a gente viver sem correr o risco de errar.Mas o erro faz parte do acerto.A gente só vai saber se vai dar certo se tentar, caso contrário tudo já estará fadado ao fracasso, pois os 50% de chance de dar certo já foram eliminados, e pior, por você mesmo.Aí é que entra a culpa.Esse sentimentozinho que mata devagar e lentamente quem segue essa filosofia de vida.Espero que eu aprenda.De verdade!Na cabeça já entrou, por mais que ainda sinta rompantes de dúvidas, segundinhos que maltratam, aqueles que antecedem o fato kkkkkkkkkkkk sabe.Tomara que você que está lendo isso não saiba do que estou falando porque senão...quer dizer que você é um dos meus.Ai, como é difícil ser eu.Às vezes queria tanto ser outra pessoa.Queria não ter que tomar decisões sobre a minha vida, que outra pessoa fizesse isso.Que loucura!Tanta gente queria ter o poder de escolha e eu tenho e abdico dele.Mas fazem partes dos rompantes de insensatez.No fundo tenho consciência de tudo a minha volta.Difícil é vocês acreditarem nisso, né, depois de tudo o que escrevi kkkk.


=]

Um comentário:

liana disse...

Ahh Paty,me identifiquei demais com teu texto. Eu sonho, planejo, mas muitas evzes, a gnt esquece de viver e não acorda do mundo de sonhos. "é preciso parar de sonhos, e de algum modo, partir".
bjoo amiga. liana