sábado, 12 de julho de 2008

moral




Já faz um tempo que tô com vontade de escrever sobre honestidade, caráter, boa-fé...essas características aí que fazem de um simples ser humano habitante dessa orbe um verdadeiro cidadão.


Tem novelas que vão ao ar com personagens dotados de sentimentos tão extremos que achamos que é um exagero desnecessário do autor, perdemos até a vontade de assirtirmos para não termos contato com tantos sentimentos negativos, mas existem pessoas ao nosso redor daquele jeito viu, dissimulados e com talento para atuar bem melhor que os atores da novela, na vida real o personagem tem que ter mais frieza ainda, pois não dá pra voltar a cena para repetir.


É impressionante como nos últimos tempos isso tem me feito pensar.Sou de uma família extremamente honesta, a nossa educação sempre foi focada em princípios de boa-fé, sempre fomos orientados para tratar os outros como quereríamos que fôssemos tratados, ou seja, com respeito.Mas a educação da gente de geração em geração nunca foi apenas com palavras, mas com atitudes mesmo, com certeza foi e é isso que fez e faz de nós pessoas de bem, e temos orgulho de sermos assim.


Tivemos uma decepção tamanha esse ano em relação a isso, pois fomos enganados duas vezes seguidas por pessoas diferentes possuidoras de uma má-índole digna de personagens antagônicos de novela mexicana, de baixíssimo nível moral, apenas e tão somente por terem percebido que éramos presa fácil para suas garras, seus golpes.


Isso me abalou profundamente, não nego, minha crença nas pessoas diminui?sim, diminui, tenho orgulho disso?não, pois os outros membros da família não tiveram sua fé no ser humano abalada nem 1 milímetro.Isso sim, eu me orgulho.


As situações que nos vimos enseridos de vez em quando, nem sempre boas, nos faz refletir sobre os porquês da vida...porquê nós?porquê não os vizinhos?porquê fomos tão ingênuos?enfim, essas e outras indagações nos acompanha, porém quando a cólera passa e colocamos os neurônios nos seus devidos lugares o que vem é a consciência e a paz de espírito por ter estado no pólo passivo da situação e não no pólo ativo, ou seja, antes termos sido enganados que termos enganado alguém.Esse pensamento é fruto da consciência moral e da educação pautada na verdade e na honestidade que sempre foi a mola propulsora de nossa família.É triste ter passado, aliás estar passando por certas situações?é, não dá pra disfarçar, desestrutura toda a família...dá uma sensação de que o barco tá furado...que estamos num pesadelo...mas vai passar, e no final estaremos com a nossa crença na honestidade muito mais madura e forte do que antes.E como estarão os nossos algozes?só Deus saberá...


Será prova ou expiação?Não dá pra saber, mas com o pouco de conhecimento que possuímos da doutrina espírita sabemos que estamos sendo ajudados constantemente pela espiritualidade superior e que as pessoas que acreditam estar sendo beneficiadas pela boa-fé alheia certamente terão uma bela surpresa quando voltarem à verdadeira morada.


Na verdade esse post de hoje foi só um desabafo e um alerta, para que não fiquemos iludidos à ponto de pensarmos que os nossos vizinhos de planeta são tão bonzinhos quanto nós.


= /

5 comentários:

Carol Costa Bernardo disse...

Oi linda, seu desabafo me remeteu ao video dos los hermanos, cantando Traumas de Roberto Carlos. Dá uma olhava: http://www.youtube.com/watch?v=iflj_vs1NvU

tem muito a ver.
xerim

disse...

... poxa Paty seu desabafo é muito coerente e bem vindo, ando muito reflexivo com tudo que vivemos nesse pais tropical, será que esse sol ta fazendo mal aos nossos neoronios hem??? pq o povo anda tão discrente, tão passivo, tão acostumado que isso me irrita ho...
Ei cm dizia Elba Ramalho...politicos brasileiros nao pensem que nos engana pq nosso povo não é besta... b-Jô

Paty disse...

Amigos, seus coments me deixam muitíssimo feliz, ainda bem que existem pessoas como vcs para nos lembrar que vale a pena acreditar no ser humano, ainda que isso possa parecer uma atitude pueril rsrs.
Beijos p dois.

Déo "Neguinho Atento" disse...

Paty, minha amiga...
as pessoas humildes e honestas nesse mundo de cobras-criadas são mesmo os alvos prediletos das mesmas. Continuo achando que uma pessoa não perde nada em ser honesta. Honestidade não pode ser confundida com ingenuidade. As cobras-criadas geralmente confundem essas coisas. Quando uma confiança é traída, o traído sofre momentâneamente, mas o traidor sofre pra sempre, pois o sofrimento da consciência adoece. Isso a meu ver.

Sigamos praticando e vivendo a honestidade o máximo que pudermos.

:-Déo

Paty disse...

Déo,
taí vc falou uma frase certa: quem sofre só sente momentaneamente, o algoz sofre por muito mais tempo.Foi isso que me fez repensar a revolta que deu qdo tudo aconteceu, colhemos o que plantamos, pra gente foi aprendizado, p eles mais compromentimento com o criador.Nada é por acaso, nem uma gota do céu cai sem que Deus tenha conhecimento disso.

Beijoooooooo