domingo, 17 de julho de 2011

Casa Comigo?


Para algumas pessoas não deve existir nada mais aterrorizante do que encontrar alguém que não quer fazer planos com você. Acho que eu mesma pensaria assim há algum tempo atrás, na verdade não tenho certeza se mudei de verdade a ponto de não pensar dessa forma. Rsrs..Só sei que eu tô meio calejada, assim como Anna (Amy Adams) personagem do filme Casa Comigo?; ela sempre fez planos na vida e comemorar o 4º ano de namoro sem um compromisso de noivado significava que as coisas não estavam saindo muito bem, foi então que ela, valendo-se de uma tradição irlandesa em que num ano bissexto as mulheres podem pedir seus companheiros em casamento, resolveu partir em busca daquilo que ela achava que era a sua felicidade - admiro isso nela - mas...nem tudo saiu como ela esperava, o que na realidade muitas vezes é a magia da vida, nem sempre aquilo que planejamos detalhadamente dão certo, as surpresas que a vida nos proporciona muitas vezes são mais especiais que qualquer plano. Quantas vezes choramos, nos despedaçamos por termos perdido algo ou alguém significativo para nós e lá na frente descobrimos que fazia parte de um grande plano: o de Deus para nós. Que diga-se de passagem é o único que sabe planejar de verdade haha. Nesta sua atrapalhada viagem Anna acaba conhecendo Declan (Matthew Good) um grosseirão revoltado com a vida - na verdade muito machucado por ela - que a "ajuda" a chegar onde o futuro noivo, Jeremy (Adam Scott) está.

A frase que Anna falou no final do filme: "Você quer não fazer planos comigo?" para mim foi a coisa mais marcante da história, me tocou muito, porque parece que a outra pessoa é tão importante sendo só o que ela é, que o que eles viverão juntos no futuro vai ser maravilhoso só por acontecer. Pode ser traduzido por "Você se permite deixar que muitos momentos mágicos aconteçam entre nós dois?". Sem medos, sem cobranças. Tem coisa mais profunda? Tá certo...tem coisa mais absurdamente irracional? alguns de vocês estão perguntando. O mais fofo desses filminhos de comédia romântica é que a gente pode se jogar e viajar na maionese junto com a história, porque nos filmes não tem o outro lado do relacionamento: o dia em que a paixão acaba e começa o teste pra saber se o amor passou a existir, já que só ele é capaz de fazer com que duas pessoas continuem juntas apesar do que elas são.

Pathy

3 comentários:

Rita disse...

teu blog é a tu cara...

Paty disse...

Então ele é lindo kkkkkkkkk

Obg Ritinha.

bjooo

Unknown disse...

徵信
徵信社